23 10 2011

Temos sido contactados por muitas pessoas que protestam sobre a presença deste divertimento (!…) com póneis, na “”Feira dos Santos”.

Informamos que demos conhecimento da situação aos Serviços de Intervenção Veterinários de Vila Real, aos quais pedimos colaboração para exercerem vigilância sobre três aspectos fundamentais:

1) dose de esforço a que os animais são sujeitos;

2) alternância de trabalho entre os póneis;

3) água e comida presentes no local de trabalho.

A Associação dos Amigos dos Animais de Chaves opõe-se firmemente à utilização de animais em divertimentos e, a este propósito, vai apresentar um protesto junto das instituições competentes. A todos aqueles que gostam de animais pedimos ajuda, no sentido de serem cumpridos os três requisitos mencionados acima, podem enviar mails ou contactar os Serviços de Intervenção Veterinários de Vila Real.

Pelos Animais muito obrigada!





DIA Mundial do ANIMAL

4 10 2011

O Dia  do Animal é uma oportunidade especial para todos os que amam os animais. Comemora-se a vida na generalidade, o relacionamento entre humanos e animais e reconhece-se o incrível papel que eles podem ter na vida de todos.

Mas o dia não é só dos animais de estimação. É também dos animais:

– que nos servem de alimento e que vivem a sua curta existência em condições deploráveis, em espaços exíguos e sem a menor qualidade de vida;

– que são usados em divertimentos bárbaros, como as touradas. Se tourada é cultura, canibalismo é gastronomia!;

– que são usados no entretenimento, como nos circos. Quem vê nem sonha os treinos violentos a que são sujeitos;

– que são usados em dolorosas experiências científicas e comerciais, para as indústrias farmacêutica e de cosmética. Se os coelhos não usam rímel porque raio têm que ficar cegos nestas experiências?

– que são criados para mais tarde serem usados na indústria das peles e acessórios e que são sujeitos a mortes violentíssimas para não estragar o pêlo.

Não é preciso sermos fundamentalistas para lutarmos pelos direitos dos animais. Basta que exijamos que sejam cumpridas as leis, que sejam abolidos hábitos arcaicos e desnecessários, que digamos “não” a produtos que sejam testados em animais, que evitemos destruir os seus habitats naturais, que denunciemos maus-tratos e abandono e que ajudemos sem reservas todos os animais que precisam de nós nas mais variadas situações. Todos podemos ajudar a melhorar a vida deles e tornar todos os dias, sem excepção, no dia do animal.